[rev_slider alias="ortodontia30"]

NA IPRO CLINIC

prevenimos e tratamos da má posição dos dentes e maxilares, isto é, das disfunções dento-faciais, através de aparelhos ortodônticos.

Existem três tipos básicos de Ortodontia

Ortodontia Preventiva

Baseia-se na prevenção de possíveis problemas que podem ser percebidos em crianças durante o seu crescimento ósseo facial e durante o começo das trocas dos dentes de leite. Nesse tipo de ortodontia é comum usarmos aparelhos móveis.

Ortodontia Interceptiva

Focada em “parar” a formação do problema. O Médico Dentista percebe que a criança ou adolescente está começando a desenvolver um problema e pode planear uma forma de intercetar o problema para que ele não se instale por completo. Esses problemas podem ser de posicionamento de dentes e bases ósseas, problemas respiratórios e de posicionamento lingual ou labial inadequado. Podemos usar os aparelhos móveis e os aparelhos fixos.

Ortodontia Corretiva

A mais comum de todas as Ortodontias, é aquela que foca na correção do problema já instalado. Geralmente fazemos ortodontia corretiva em adultos ou em adolescentes que já terminaram a curva de crescimento (16-18 anos). Com a maloclusão já instalada o Médico Dentista vai ter muito mais trabalho para reverter o problema.

Para realizar um diagnóstico é necessário a obtenção completa da história clínica e dentária do paciente (fotografias extra e intra-orais, ortopantomografica, telerradiografia, etc).

Os aparelhos ortodônticos podem ser removíveis (o paciente retira e coloca quando quiser), ou fixos (que podem ser metálicos ou estéticos, e que apenas podem ser removidos pelo Dentista), podendo ser utilizados por qualquer faixa etária.

Esta consulta deve ser realizada pela primeira vez aos 5/6 anos, pois assim serão detectadas atenpadamente quaisquer patologias de oclusão (encaise entre o maxilar superior e inferior), evitando assim tratamentos mais dispendiosos, complexos e demorados no futuro.

PORQUÊ A ORTODONTIA?

A perda precoce de dentes, a interposição lingual, a sucção digital, o uso prolongado de chupeta, a respiração bucal e demais hábitos disfuncionais são alguns dos factores potenciadores de má oclusão.

Este problema oral pode ter origem heriditária, ambiental ou, até mesmo, uma combinação de ambos. Para além dos problemas funcionais causados pela má oclusão, os dentes apinhados/desalinhados/desnivelados comprometem a estética, o que, afecta a auto-estima.