A Periodontologia é uma especialidade da Medicina Dentária que se dedica ao diagnóstico, prevenção e tratamento das doenças periodontais, que acometem as gengivas, o osso alveolar e o ligamento periodontal.
PERIODONTOLOGIA
A Periodontologia é uma especialidade da Medicina Dentária que se dedica ao diagnóstico, prevenção e tratamento das doenças periodontais, que acometem as gengivas, o osso alveolar e o ligamento periodontal.
PERIODONTOLOGIA
A Periodontologia é uma especialidade da Medicina Dentária que se dedica ao diagnóstico, prevenção e tratamento das doenças periodontais, que acometem as gengivas, o osso alveolar e o ligamento periodontal.
PERIODONTOLOGIA
Slider

Gengivas Saudáveis:
entenda o estado de saúde periodontal

Numa situação de saúde, temos uma união estável, com o osso a cobrir toda a raiz dos dentes e com o ligamento periodontal entreposto a conferir aos dentes uma ligeira flexibilidade fisiológica. A gengiva por sua vez apresenta-se com uma cor rosa pálido e ausência de sangramento.

O ligamento periodontal consiste numa estrutura de união e amortecimento de forças essencial para a mastigação. Os dentes encontram-se posicionados e mantidos nos ossos maxilares através deste um ligamento. A gengiva cobre todo este compartimento possuindo uma função protectora.

As Doenças Periodontais:
Gengivite e Periodontite

De um modo geral, existem duas formas de doença periodontal: a Gengivite e a Periodontite.

O que é gengivite?

Na forma mais suave da doença, a gengivite é considerada como um estado inicial da doença periodontal, e consiste numa inflamação apenas ao nível da gengiva sendo, portanto, um problema reversível.

Na gengivite, as gengivas ficam avermelhadas (inflamadas), incham e ocorre o sangramento das gengivas. Geralmente há pouco ou nenhum desconforto.

A gengivite é frequentemente causada por uma higiene oral inadequada.

O que é periodontite?

Quando a gengivite não é tratada, pode originar a periodontite, tendo maior incidência em pacientes que são suscetíveis a esta doença periodontal.

A periodontite, por sua vez, é irreversível e envolve já algum grau de perda óssea, ao ponto de, num estado avançado, poder levar à perda de dentes.

Sintomas da Gengivite

A hemorragia ou sangramento das gengivas quando se escova os dentes é provalvemente o primeiro sinal de alerta que leva as pessoas a procurarem o médico dentista.

Esta hemorragia é causada pela placa bacteriana acumulada que inflama a gengiva e esta, por sua vez, sangra.

Simultaneamente pode existir algum edema ou inchaço e mudança na cor, passando a gengiva de um rosa pálido para um tom mais avermelhado.

Sintomas da Periodontite

Na periodontite, para além dos sinais da gengivite, começamos a observar bolsas gengivais, ou seja, zonas onde começa a existir um descolamento de gengiva e onde se acumulam as bactérias e toxinas que promovem a infeção.

Para além destas bolsas podem ainda verificar-se recessões gengivais, triângulos negros entre os dentes como resultado da recolha da gengiva, aparecimento das raízes dos dentes, mobilidade dentária e até mesmo exfoliação ou seja, os dentes caem espontaneamente.

Periodontite: as suas Consequências

Perda dos Dentes

Com o tempo, a placa bacteriana pode-se espalhar e crescer abaixo da linha da gengiva.

As toxinas produzidas pelas bactérias na placa irritam as gengivas. As toxinas estimulam uma resposta inflamatória crônica provocando uma destruição dos tecidos e ossos que sustentam os dentes.

As gengivas separam-se dos dentes, formando bolsas (espaços entre os dentes e as gengivas) que infectam. Conforme a doença progride, os bolsos aprofundam-se e mais tecido e osso de gengiva são destruídos.

Frequentemente, este processo destrutivo tem sintomas muito suaves. Eventualmente, os dentes podem ficar soltos e podem ter que ser removidos.

Peri-implantites

Apesar de não se tratar exatamente do mesmo processo, as doenças periodontais também podem afetar os implantes dentários.

Designam-se de peri-implantites e, quando estabelecidas, podem pôr em causa o sucesso e sobrevivência de um implante.

Desta forma, é fundamental uma boa higiene oral diária bem como consultas de manutenção, mesmo em pessoas reabilitadas totalmente sobre implantes.

Prevenção da Doença Periodontal

Uma vez que as doenças periodontais surgem da acumulação da placa bacteriana, a melhor prevenção consiste na sua eliminação diária, mantendo o equilíbrio saudável entre bactérias e estruturas orais.

As ações fundamentais são: uma escovagem bi-diária, a utilização do fio dentário, ou fita dentária, e consultas de higiene oral regulares de 6 em 6 meses.

A periodontite é contagiosa?

Apesar das doenças periodontais se originarem a partir de bactérias que existem na saliva, e estas poderem ser transmitidas, é na realidade a sua acumulação e a produção de toxinas que vão originar uma infeção e provocar a maioria das doenças gengivais.

No caso específico da periodontite, tem ainda que existir uma suscetibilidade individual para que esta se manifeste.

Tratamento de Doenças Periodontais

Periodontite tem cura?

Após a consulta de avaliação e diagnóstico periodontal, a primeira fase de tratamento de uma doença periodontal consiste na eliminação do agente causador e minimização dos fatores de risco.

Para isso, além da consciencialização do paciente, são realizadas destartarizações e alisamentos radiculares, quando necessários, para uma descontaminação eficaz da cavidade oral.

Nesta fase, o paciente é também instruído no sentido de melhorar a sua higiene oral diária.

Numa segunda fase, é feita uma nova avaliação da condição oral e, não havendo sinais de doença ativa, entra a fase de manutenção, em que são realizadas consultas periódicas por forma a prevenir a re-infeção e o reaparecimento da doença.

Entre estes dois períodos pode ser realizada uma etapa corretiva, com o intuito de reparar os danos da doença, normalmente recorrendo a técnicas de cirurgia periodontal.

Como é feito o tratamento de doenças periodontais?

A eliminação do tártaro e placa bacteriana em consultório é realizada através de destartarizações e alisamentos radiculares com instrumentos ultra-sónicos e manuais.

Considera-se um alisamento radicular a higienização e descontaminação das raízes por baixo das gengivas em profundidade.

NA IPRO CLINIC

a doença Periodontal deve ser tratada precocemente, para evitar que se agrave e acabe prejudicando o osso e tecidos que sustentam os dentes, causando mesmo a perda dos dentes

Este é um problema causado por infecções bacterianas que afectam a gengiva e o osso que suporta o dente. Inicialmente as bactérias causam uma inflamação na gengiva e a consequente, gengivite. Se esta situação não é tratada as bactérias podem atingir o osso, e causar uma periodontite.

Regra geral, os pacientes que apresentam, ou que já apresentaram este problema de saúde oral, são susceptíveis a voltar a apresentá-la, daí ser necessário o acompanhamento de Médicos Dentistas nesta área. No caso de o problema se encontrar mais avançado é necessário recorrer a pequenas intervenções cirúrgicas.

Atualmente, estas duas doenças são uma das principais causas de perda de dentes nos adultos. A principal causa destas doenças é a placa bacteriana e o tártaro ou “pedra” e alguns dos sintomas são: sangramento espontâneo ou na escovagem das gengivas, gengivas vermelhas, aumento de volume nas gengivas, presença de pus nas gengivas, gengiva desinserida (“descolada”), retração gengival (“gengivas mirradas”), dentes sensíveis ao frio, mau hálito e/ou mau sabor na boca, dentes a abanar e a separarem-se.

PORQUÊ PERIODONTOLOGIA?

O modo de evitar estas doenças é fazer as limpezas ou destartarizações de 6 em 6 meses e realizar uma boa higiene oral diária.

Por vezes, existe a necessidade de realizar pequenas cirurgias, efetuadas pelo Médico Dentista, que envolvem a raspagem, o alisamento radicular e a eliminação bacteriana, suportada por um tratamento antibiótico.

Conheça os Tratamentos Periodontais da IPRO Clinic

Agende a sua consulta de avaliação através do formulário abaixo ou ligue para os nossos números.

Entraremos em contacto para a marcação da sua Consulta.